Radio

quinta-feira, 24 de janeiro de 2013


Não tem culpa nenhuma

Antônio Baixinho acordou preocupado com as contas e ficou surpreso. Sua esposa havia lhe servido o café na cama. E a bandeja estava farta: frutas, presunto, queijo, todo tipo de pão, biscoitos e inúmeros salgadinhos. Antônio baixinho Perguntou:
     Mulher, dibeéisso?
     Amor, hoje faz dezessete anos do nosso casamento.
Antônio Baixinho aproveitou e comeu tanto que adormeceu.
A esposa aproxima-se do dorminhoco e diz:
     Amor, eu queria te dizer uma coisa. É porque engordei um porco  e queria mata-lo hoje, afinal de contas, são dezessete anos.
Antônio Baixinho, bocejando, responde:
     Mulher, vai te aquietar e não faça nada com o bichinho não, que ele não tem culpa de nada.


Escrito: Por Giovani de Oliveira