Radio

quarta-feira, 2 de janeiro de 2013

Na noite que o defunto arrotou, quero informa que tenho permição da familia para conta esta historia seu alfredo vivia com um problema muito serio no intestino a te q veio morrer como sempre a vila ela e muito solidaria quando morre uma pessoa nos fomos para o velhorio la para as 3 hora da manha seu alfredo da um Arroto que o povo sai correndo para fora da casa de taipo a janela bem pequeninha ficou grande Tantico um grande amigo meu deu uma carreira nessa mesma noite pegou o trem asa branca ate hoje nunca mais apareceu levamos o defunto para Dr Hildernando ele falou q ele tinha morrido de uma indisposição gástrica a que nos conhecemos com enpasinado